segunda-feira, janeiro 26, 2009

- PAIRAR ACIMA DA FALCOADA -

........ .
.....(clicar s/a imagem)
......Com este título, era minha intenção dar um pouco de colorido ao texto.
......Usaria um discurso a pretender um pendor para o literário. Risível ousadia minha, bem sei, mas o pecado ser-me-ia perdoado porque, face ao assunto a tratar, seria lícito entender-se que a minha imodéstia se deveria à dificuldade de julgar a sério os despautérios proferidos dos mais variados quadrantes políticos.
......Da extrema direita à extrema esquerda, todos se conjugam para o mesmo foco a produzir uma irradiação letal contra alvo predeterminado por conluios maquiavélicos sustentados por uma corja enraivecida pela sua própria incapacidade de se evidenciarem dignos de assumirem cargos da governação.

......Era minha intenção de , metaforicamente, referir a arte da falcoaria na caça à “Ave Rara” a pairar sobre o espaço da política rasteira dominada pelos traidores falcoeiros,a adestrar as suas “ rapaces ” para um fatal golpe à sua premeditada Presa.

......Pensando melhor, esperei todo este tempo a recolher, pela Informação , em cada dia , elementos que me permitissem usar, com a firme convicção da verdade, um discurso frontal, condenatório, já não contra os falcoeiros, mas, contra uma verdadeira matilha de mabecos que tomam a dianteira a uma alcateia para encurralarem a sua vítima. As bestas pequenas ladram e as grandes uivam . É todo um (des)concerto na tentativa de paralisarem pelo terror um ser que tem a culpa de as considerarem, justamente, desprezíveis.

......Seria fastidioso e, neste espaço, completamente impossível, ordenar os argumentos que em mente guardo para avalisar a firmeza de minha vigorosa acusação contra os detractores de Sócrates, assaltantes da sua honorabilidade .
......Mas, as pessoas honestas e informadas hão, com certeza, registado a quase total ocupação diária da Imprensa numa campanha a que o primeiro-ministro intitulou, sabiamente, de negra .

......Freitas do Amaral, antigo ministro dos Negócios Estrangeiros considerou que o eventual envolvimento de José Sócrates no caso parece envolto numa campanha de «raiva» .« Serão pessoas que estão com medo de perder as eleições ? »

4 comentários:

rouxinol de Bernardim disse...

Meu caro:

Os falcões também têm direito à vida. Devoram as presas não por prazer, mas para se alimentarem. São criaturas de Deus como nós.

Se houvesse um casal de falcões em todos os aeroportos não teria havido algumas tragédias por causa da sucção de gaivotas pelas turbinas dos aviões!

Há que respeitar a biodiversidade, porra, é também espírito democrático!

Com ironia, direi que há que respeitar também as minorias...

Um abraço de um militante da democracia plena...

Dimas Maio disse...

Caro Rouxinol:

Todas as criaturas do Senhor têm direito à vida. Certo. Mas há aqueles animaizinhos que Deus Criou para deles nos servirmos.
E outras bestas para nos chatearem, por causa dos pecados nossos.
Os falcões fazem caça de altanaria, mas os mabecos fazem caça rasteira, em matilhas de muitas dezenas e enlameiam-se na cobardia.

rouxinol de Bernardim disse...

Será que quis referir-se aos abutres?! esses sim, agora os falcões... não. O seu a seu dono!

A metáfora e a ironia aqui, lado a lado...

Dimas Maio disse...

Caro Rouxinol:

Não ! Eu quis referir-me, exactamente, a falcões que fazem caça de altanaria. Aqui a caça era a AVE RARA que pairava nas alturas.
E esta AVE está bem viva e não podia ser apanhada pelos necrófagos abutres.
Entendeu agora,meu caro Rouxinol ?
Por outro lado, os gajos não sendo abutres, são mabecos raivosos.
Fim da explicação !