segunda-feira, julho 30, 2007

A BAIXEZA DO BAIXINHO

.(clicar na imagem para aumentar)

Neste blog “MAR DE MAIO” (vide archive de Abril ) escrevi textos a que dei os títulos de “INDIGNIDADES POLÍTICAS” I ; II; III; IV . Eram assim uma espécie de atenuante , ou eufemismo para suavizar o que poderia entender-se como atitude ou comportamento de desonra pessoal. Mas esta nódoa do Mendinho no Chão da Lagoa é, por demais, caracterizante da personalidade para que se possa classificar, globalmente, de indignidade política.

É uma questão de “falha” de carácter , esta curvatura servil perante o “nosso grande líder" Alberto João Jardim.. É um mendigo de votos. Tem, por isso, de mostrar agrados ao seu senhor para que a esmola seja farta.
No Chão da Lagoa fez de tudo :

1. “Contagiado pelo ambiente efusivo, cantou o hino separatista, Madeira és livre, e prometeu aprofundar a “autonomia evolutiva” na revisão constitucional.”

2.“Nesta “maior e melhor festa” do partido, de que fora afastado em 2005 por criticar os desaforos de Jardim contra a presença de chineses na Madeira e contra “os bastardos filhos da puta” na comunicação social, Marques Mendes seguiu as pegadas do líder regional na via-sacra pelas seis dezenas de tasquinhas”

3.“Onde está esse sacana ?” “ É tão pequenino que ninguém o vê.” Vem ali atrás …”, respondem a jardim , com Mendes perdido entre os militantes. “ Olha o Ganda nóia”, diz a pequenada quando identifica o político que passa quase despercebido entre os militantes apinhados para cumprimentar o “nosso líder” Jardim» ( Público assinantes)”

4“ Jaime Ramos foi mesmo acutilante ao dizer que a Madeira não pode cooperar com “um aldrabão” (Sócrates) e ao criticar o Presidente da República pelo “papel passivo” perante a "política de perseguição ao povo português.”

1. 2. 3. 4. – São traslados da imprensa. Comentários para quê? É pura arte de verborreia magistralmente exibida pela petulância do “Rei Momo” em festa de Carnaval permanente e entusiasticamente aplaudido pelo Mendinho da Patetice Socialmente Decadente.

Em face do que aqui fica referido, permito-me rematar com uma pergunta inocente:
Não será demais esta baixeza para quem pretende ser primeiro-ministro do Governo da Republica Portuguesa?

1 comentário:

rouxinol de Bernardim disse...

Caro professor, após contacto "telepático", aqui vai um modesto contributo para a "Contra-informação".

Eles não sabem nem sonham
Que a poncha comanda a vida
Por mais álcool que lhe ponham
Ela é mais apetecida!...

Os neurónios já fundidos
A meninge perturbada
O "Império dos Sentidos"
A estes... já não diz nada!...

Esta grossa embriaguês
Não afecta a "autonomia"
Beber cem copos de três
É que é... democracia...

Chão da Lagoa é lição
De gente que só vê tacho...
Ao menino... e ao beberrão
Deus coloca a mão por baixo!...