segunda-feira, outubro 20, 2008

.JANTAR DA INDIGNAÇÃO (?)

..
. .........................clicar sobre a imagem para aumentar
.....Assim é que é ! A polícia, quando se indigna, digna-se comer. Uma bela receita para combater a indignidade, queria dizer, a indignação. Desta sorte apaziguam-se os ânimos, e exerce-se , com alegria, a competência pedagógica, por inerência ao bom desempenho do seu cargo de vigilância e defesa da sociedade.
... Tirem-se as ilações que se quiserem, mas, para mim, ninguém me tira da cabeça que aquele salutar repasto pretende ser uma lição de civismo, comportamento hoje tão negligenciado, direi mesmo, degradado por actos públicos de enorme descortesia cívica, descambando, frequentemente, para manifestações arruaceiras de classes que contradizem deste modo e em absoluto, o seu real múnus.
.....Conclusão:
Para as classes profissionais que se julgam no direito de manifestarem a sua indignação, o melhor que têm a fazer, é reunirem-se num lauto repasto. Nada de inúteis e destrutivas assuadas, aquietem-se, comendo em festa e em boa camaradagem
......Nota : Este acontecimento mereceria um trinado laudatório de um certo rouxinol.

2 comentários:

rouxinol de Bernardim disse...

Já que não podem comer lautamente à mesa do orçamento, ao menos têm o direito de comerem à sua conta e risco! São livres!

Além do mais estes convívios são salutares em democracia! quando tantos estão a ser "comidos" pelo poder político, há que devorar algo para compensar!

Ai professor, há que ser livre e deixar que a liberdade se manifeste através de todas as suas formas. O direito à «indignação» e até a uma boa «digestão»!

A Bem da Nação!!!

manuel lopes disse...

Doutor, eu não consigo entender, JANTAR DE INDIGNAÇÃO. A menos que a ementa tenha sido à base daquelas coisas que, há tampos atrás, se enconcontrava (ainda hoje, por vezes se encontra) junto aos montes de sargaço a que a nossa gente, de Aver-o-Mar, chamava de "polícias"!